Baú de Velharias

Sempre uma porcaria ou novidade

E-Book Grátis Mentalidade Para o Sucesso
Ganhe dinheiro apenas subindo videos no Youtube
=> Indique este post para um amigo seu ! <=

Memória Viva – Quem não se lembra do cachorro pastor Rim Tim Tim

As Aventuras de Rin-Tin-Tin era uma série do gênero western direcionada a um público infanto-juvenil, mas que também os adultos adoravam. Ela foi produzida pela Screen Gems, em preto e branco e apresentado originalmente nos Estados Unidos, pela rede ABC, entre 15 de outubro de 1954 a 8 de maio de 1959, num total de 164 episódios, de aproximadamente 30 minutos cada.

No Brasil a série original foi exibida pela primeira vez através de TV Record, na década de 1960.

A série era centrada num garoto órfão depois que sua família é morta atacada pelos índios. Ele é resgatado pelo exército, juntamente com seu cachorro Rin-Tin-Tin. O garoto se torna um pequeno soldado e passa a participar ativamente juntamente com o Tenente Rip Masters e o Sargento Biff O´Hara que são os dois amigos do cabo Rusty. Muitos devem lembrar do grito “Yo ho Rinty!” que o cabo Rusty dava quando necessitava de ajuda de Rin-Tin-Tin.

A dublagem no Brasil:

Inicialmente a série foi dublada pelo estúdio Gravasom. Não se sabe ao certo quantas temporadas, mas o fato mais curioso é que muitas fontes de pesquisa indicam que a série iniciou a sua dublagem em 1961 e o “pequeno cabo Rusty”, na 1ª temporada, foi dublado pelo futuro ator Reginaldo Farias, o qual deveria possuir cerca de 18 anos na época. Entretanto, sua permanência foi bem curta, o que obrigou a Gravasom a imediatamente procurar um novo dublador.

É bom lembrar que, naquela época, os menores de idade eram proibidos de participar de dublagens, portanto o estúdio encontrou um rapaz que conseguia fazer perfeitamente a voz do adolescente. Surge então o dublador Zezinho Cútolo.
Sua voz e interpretação foram perfeitas para o personagem, além da série contar com a experiência do dublador Ronaldo Baptista para o tenente Rip Masters.

A série estreou na TV Record, ainda em 1961 e foi um enorme sucesso, a ponto de lançarem brinquedos para a garotada como “forte apache”, o cão Rin-Tin-Tin e o cabo Rusty, juntamente com muitos índios e cavalos de plástico. As crianças ganhavam de presente em seus aniversários e no Natal.

Durante muito tempo, a série permaneceu na TV Record, porém logo partiria para outras emissoras (como era frequente na época!), a TV Tupi também a exibiu por um tempo. A série passou pelo processo do encerramento do estúdio Gravasom e o início da AIC, porém foram mantidos os mesmos dubladores. Naquela época, ainda não se narrava : “Versão Brasileira….”, dessa forma, a abertura foi mantida com o mesmo narrador e a série praticamente teve 4 temporadas totalmente dubladas entre Gravasom e AIC, porém não sabemos identificar com precisão!

Ainda, no final da década de 1960, a série retornaria novamente para a TV Record e sempre com a audiência garantida. Porém, a partir de 1972, esta foi mais uma série abandonada pelas emissoras pelo fato de ter sido produzida em preto e branco e somente as séries coloridas começaram a ter espaço nas programações.

Mesmo assim, a TV Bandeirantes, no início da década de 1980, resolveu trazer As Aventuras de Rin-Tin-Tin novamente, porém jogavam uma cor “cépia” ou amarelada, para não afastar o público que já não admitia mais assistir algo em preto e branco. As exibições eram sempre no final da tarde, mas a emissora não conseguiu exibir todas as temporadas dubladas e com cerca de duas temporadas foi cortada a sua exibição.

As Aventuras de Rin-Tin-Tin só retornariam em 1996, com a chegada do canal a cabo Warner que exibiu a série, contudo pulando diversos episódios, mas com a dublagem preservada. Durante cerca de 3 anos o canal exibiu a série. Assim que foi cortada da grade de programação, a TV Record resolveu exibí-la novamente, porém decidiu colorizá-la e redublá-la. O resultado foi um enorme fracasso de audiência, não chegando a exibir a 1ª temporada na íntegra.

Este é um fato curioso, pois não seria possível a perda da dublagem em cerca de 4 anos. O que se viu aqui foi puramente um capricho da TV Record, a mesma que estreou Rin-Tin-Tin, entretanto seus proprietários eram outros em 1999/2000.

Elenco:

Lee Aaker como “cabo Rusty” Reginaldo Farias (1ª voz em poucos episódios pela Gravasom) e Zezinho Cútolo durante toda a série.

James L. Brown como Tenente Rip Masters dublado por Ronaldo Baptista.

Joe Sawyer como Sargento Aloysius “Biff” O´Hara dublado por Marcelo Ponce.

fonte: http://aiccinematografica.blogspot.com






postado por editor em Diversos,Nostalgia,Passatempo,Televisão e possui Nenhum Comentário